Perdi

Posted on dezembro 27, 2007 por

0



Autor: Gustavo Nogueira 

Pela primeira vez na minha vida, percebi que perdi.
Não é a perda de um amor ou de algum objeto, muito menos uma perda por falecimento, estou falando da perda de um alguém muito especial.
Alguém que conheço há muito tempo, que vi sofrer, persisti e ainda assim sofrer mais, tudo isso tentando manter seus entes juntos, seguindo seus princípios familiares.
Ela conseguiu vencer, conseguiu não sofrer mais, ser feliz, realizar sonhos, viajar, conhecer outras pessoas. Mas em seu intimo, aquele que a fez sofrer, voltou a se fazer presente. Não fisicamente, mas em seus pensamentos. Logo depois sua presença física já era algo comum.
Tentei, juro que tentei abri-lhe os olhos novamente, ou seria tentar mantê-los abertos?
Um amor sofredor, a crença em palavras fáceis porém vindas de alguém com quem já dividiu a cama durante anos.
Perdi para a cegueira de um amor que não é meu.
Não quero ver nem ler futuramente alguma tragédia relatada em nenhum folhetim.
Não quero ser coadjuvante em uma história que já teve um início trágico.
Para essa derrota não quero contribuir, em uma eventual vitória, prefiro não comemorar.
Milagres existem, mas da água pro vinho, só o filho do criador foi capaz de fazer.
Pêsames a mim, pêsames a minha morte, pêsames ao meu luto por alguém que ainda está vivo.

Posted in: Uncategorized